Ser monge: um dever dos homens tailandeses budistas

requesting-ordination-11

Imagem: Dhammacenter

Tradicionalmente, quando um homem tailandês, de pais Budistas, atingir os 20 anos de idade, deverá ele, se possível, tornar-se monge por um determinado tempo.

Ainda que a Tailândia seja um país sem religião oficial, 94% da população se considera budista. E dentre essa população, a grande maioria segue fielmente as tradições de um país construído sobre os valores do Budismo.

Neste contexto, seguindo as tradições budistas-tailandesas, e menciono “tailandesas” pois é uma tradição única e singular da Tailândia, todo filho (homem), mais velho, deve se abdicar de sua vida social, por um determinado tempo, para se tornar monge. Essa tradição só é possível porque no Budismo Tailandês (já expliquei AQUI a particularidade do Budismo praticado na Tailândia), os monges não fazem voto para a vida, os votos são válidos enquanto houver a intenção de ser monge. Ou seja, aquele que é monge, poderá, a qualquer momento, deixar sua vida monástica e voltar à vida civil. Continuar lendo

Anúncios
Entenda sobre o Budismo Tailandês

Entenda sobre o Budismo Tailandês

Para àqueles que chegam aqui pela primeira vez, resido na Tailândia desde 2014, sou mestre em Filosofia e Religião pela Assumption University em Bangkok e especialista em cultura e tradição tailandesa.
Neste artigo abordo sobre o Budismo Tailandês, um tema que confunde muitos turistas que visitam a Tailândia, passam alguns dias e vão embora sem entender a verdadeira particularidade do Budismo praticado por aqui. Alguns chegam a compartilhar suas próprias perspectivas, gerando total confusão para aqueles que nunca experenciaram a Tailândia. Portanto, baseado em estudo acadêmico filosófico, vou ajudá-los a desvendar as crenças tailandesas.

Continuar lendo