Por que é errado chamar Massagem Tailandesa de “Thai Yoga Massagem”

Um erro cometido por muitos profissionais não-tailandeses espalhados pelo mundo, que por falta de informação e pouco conhecimento acabam trocando o nome da Massagem Tailandesa por “Thai Yoga Massagem”. Uns por medo da “fama” errada que a massagem tailandesa tem (o que já desmitifiquei aqui); e outros por assimilação à Yoga da Índia, que honestamente, não tem nada haver com massagem tailandesa. 

Aos profissionais que vem utilizando essa nomeação para divulgar seus trabalhos, estejam de mentes abertas para ler o texto. Acredito que irá gerar polêmicas, mas escrevo aqui com procedência acadêmica, e com respaldo da Federação de Medicina Tradicional Tailandesa (FTTM), o qual me ajudou na época em que eu escrevia minha tese de mestrado dentro do campo da Massagem Tradicional Tailandesa.

A Massagem Tailandesa, chamada em tailandês por Nuad Thai tem diversas nomenclaturas no português. Uns chamam de “Massagem Tailandesa”, como já citei (que gramaticalmente, é o mais correto), outros de “Massagem Thai”, alguns de “Thai Massagem” (seguindo a nomenclatura em inglês – Thai Massage), e erroneamente há muitos que chamam de “Thai Yoga Massagem” ou ainda, “Yoga Thai Massagem”.

Quero então, chamar a atenção daqueles que usam o termo YOGA erroneamente na nomenclatura que se refere à Massagem Tailandesa, que, nasceu, é praticada e disseminada na Tailândia.

Esse erro, confesso que eu mesma no início da minha carreira cometia. Inclusive dei cursos e ensinei meus alunos a chamar a Massagem Tailandesa de Thai Yoga Massagem, algo que depois do aprofundamento em meus estudos e contato com a FTTM, descobri que está errado e fora do campo educacional da Medicina Tradicional Tailandesa, o qual a Massagem Tailandesa faz parte. 

Há muitas escolas na Tailândia, e em grande maioria localizadas em Chiang Mai, que ensinam os alunos a chamar a massagem tailandesa de “Thai Yoga Massagem”, porém esta errado. E abaixo pontuo os motivos pelos quais usar a nomenclatura YOGA é impróprio.

1. YOGA é da Índia, e não da Tailândia

Quando as escolas na Tailândia ensinam que a massagem tailandesa pode ser chamada/considerada uma “yoga para preguiçosos”, eles estão se referindo aos exercícios de alongamento que acontecem durante a realização da massagem tailandesa, que por conta de não saberem como traduzir o termo em tailandês Ruesi Daton para o inglês, acabam usando a palavra“yoga” para expressar o que acontece durante a prática de massagem tailandesa. Yoga é uma escola filosófica que pertence à India, Yoga não é só alongamento. O alongamento é apenas a ponta do iceberg, como muitos professores de Yoga podem concordar comigo. Portanto, o termo “Yoga” não pode ser usado para se referir a uma prática de (apenas) alongamentos. E como Yoga vem da Índia, não há qualquer relação com a massagem tailandesa que nasceu e é praticada na Tailândia. 

Ruesi Daton – no Wat Pho

Ruesi Daton, que comentei acima, são exercícios de alongamento que trazem melhor qualidade de vida e cuidado do corpo para o indivíduo que pratica. O Ruesi Daton nasceu na Tailândia, pelos Ruesis – eremitas, grandes sábios da medicina tradicional tailandesa, que viviam nas florestas em total conexão com a natureza e a medicina natural. Uma visita rápida no templo do Wat Pho, em Bangkok, berço da medicina tradicional tailandesa, e você verá diversas estátuas de ruesis praticando o Ruesi Daton.

Há alguns livros, escritos por não-tailandeses é claro, que comparam os alongamentos que pertecem à massagem tailandesa, com posturas da Yoga da Índia. Os movimentos podem ser equivalentes, mas não compartilham a mesma linha de pensamento. Portanto, cuidado com as literaturas. 

2. Medo da conotação sexual da “massagem tailandesa”

Basta jogar “massagem tailandesa” no Google para encontrar diversas fotos de mulheres sensuais, seminuas e vários sites de ’casas de massagem’ oferecendo serviços que vão além de uma massagem, com intuito único e exclusivo sexual (uma infelicidade e um grande mal entendido que aconteceu na época da guerra do Vietnã – história que posso contar em outro artigo). Porém, é aí que deve entrar em ação o profissional que trabalha com a verdadeira massagem tailandesa. Se não há informação e instrução a respeito de como a massagem tailandesa realmente trabalha, a ignorância só tende a crescer. Graças a alguns professores e profissionais que vêm frisando bem em seus sites e redes sociais o termo “massagem tailandesa”, as buscas nos sites de pesquisa têm começado a trazer fontes verdadeiras.

Portanto, se essa é a sua “desculpa” para chamar a massagem tailandesa de “Thai Yoga Massagem”, sugiro começar a fazer parte do time daqueles que lutam para instruir o que é a verdadeira massagem tailandesa. Passar por situações constrangedoras com a massagem? Isso acontece em qualquer área da massagem corporal, seja tailandesa, sueca, indiana, relaxante… Somente informação ou instrução é que levam ao combate contra a ignorância.

3. Tailandês não conhece a “Thai Yoga Massagem”

Em 2015, quando comecei meu mestrado em Filosofia e Religião na Tailândia, me apresentei aos meus colegas da faculdade como “professora de Thai Yoga Massagem”, porque sim, eu também cometia o mesmo erro de chamar a massagem tailandesa de “Thai Yoga Massagem”. Todos, sem exceção, me perguntaram que tipo de técnica era essa. Expliquei que era a massagem tailandesa que eles tanto conheciam, encontrada em qualquer esquina na Tailândia. Intrigados com o nome, eles ainda acreditavam que eu havia criado uma nova técnica, misturando a yoga com a massagem tailandesa. Tentei explicar o porquê do nome “yoga” mas não fez qualquer sentido à eles. No mesmo ano, um colega da faculdade me perguntou se eu poderia ensinar essa técnica para a sua noiva, que era Indiana. Feliz com a oportunidade disse que sim, e marcamos as datas. Quando as aulas começaram, e comecei a explicar a técnica, ela disse: “Ah! Mas isso é Nuad Thai! Achei que você iria me ensinar alguma coisa diferente, porque você chama de Thai Yoga Massagem”. Enfim, no final do curso ela gostou muito e pode aprender um pouco mais sobre a cultura tailandesa, o qual ela estava começando a fazer parte. Mas essa lição me trouxe um aprendizado, de que eu jamais chamaria a Nuad Thai – Massage Tailandesa, de Thai Yoga Massagem. Depois do fato, conversando com o presidente da Federação de Medicina Tradicional Tailandesa, comentei sobre o termo “Thai Yoga Massagem” que, nós não-tailandeses, usamos para nomear a Nuad Thai. Chocado, ele me perguntou quem inventou esta terminologia. Expliquei sobre como as escolas internacionais de massagem na Tailândia ensinam os estrangeiros, e como somos instruídos para usar o termo “yoga” para evitar situações constrangedoras que nos acontecem. E foi ele que me deu mais uma lição, o qual embaso este meu artigo hoje.

E agora, que tal abraçar a terminologia MASSAGEM TAILANDESA e seguir com a disseminação da cultura tailandesa de forma correta?


Texto por Barbara Santos Chotivanich, especialista em cultura e tradição tailandesa. Mestre em Filosofia e Religião pela Assumption University, Bangkok, residente na Tailândia desde 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s