10 + 1 sinais de que você se adaptou à Tailândia

thai 3Esse texto vai a todos àqueles que, assim como eu, moram na Tailândia e percebem que se adaptaram à realidade Thai, ou simplesmente passaram a se comportar como os tailandeses pelo simples fato de que não há outra saída a não ser adaptar!

Então, listei aqui 10 + 1 (para as mulheres) comportamentos ou costumes que mostram o quanto você, farang (gringo), está realmente adepto à Tailândia. Vamos lá:

1. Tirar os sapatos para entrar em qualquer estabelecimento

Tirar os sapatos para entrar em templos ou residências é um costume levado muito a sério na Tailândia, e não seguir as regras é uma tremenda falta de respeito. Mas até ai tudo bem, o problema é quando você se percebe tirando sapatos para entrar em farmácia, consultórios, salas de aula, escritórios, e até mesmo cafés. Parece exagero, mas basta perceber que o chão está limpinho, e há um sapato para o lado de fora, que imediatamente antes de entrar você tira os sapatos… aí vem alguém dizendo que não precisa. … Exagero ou não, se você se identificou, parabéns! Você está se adaptando bem ao país e à cultura! Porque nada como um ambiente limpinho e confortável!

2. Andar descalço em casa

Se tirar os sapatos antes de entrar em qualquer residência é primordial, por que não aderir o costume dentro de casa? Mas, basta receber visitas de amigos gringos e brasileiros que não estão acostumados com o estilo Thai, que tudo vai por água baixo. Você tem trezentos milhões de tipo de xilique, como: “por onde foi que esse sapato andou?” ; “puts, a casa vai ficar suja” ; “mas que falta de respeito!”… e ai vai… (rs)

3. Comer de colher e garfo

Pra quem chega na Tailândia pela primeira vez, ou não conhece muito os costumes Thai, estranha ao ir num restaurante e não encontrar facas sobre a mesa. Ao invés, somente colher e garfo. Você pode até pedir, mas pode ter certeza que os Thais vão achar graça e vão dizer mai mii (não tem). Isso porque todas as comidas tailandesas, incluindo as que tem carne, vêm picadinhas, o que portanto, descarta a necessidade de cortar alguma coisa. Mas não é só por isso! Pela tradição tailandesa, a faca é considerada uma ‘arma branca’, e portanto, desnecessária na hora da alimentação – um ato sagrado, pois é o alimento que nutre o ser humano.

E então para nós, super adaptados à isso, chega a ser um hábito tão comum comer de colher e garfo, que na nossa gaveta de talheres mal se encontra facas de mesa. Temos apenas colheres e garfos.

4. Passar a comer na rua porque sai mais barato

De fato! Comer na rua sai muito mais barato do que comer em restaurantes, ou até mesmo mais barato do que cozinhar em casa! Pra se ter uma idéia, um Pad-Thai que normalmente custa 30-40 Baht na rua, em restaurantes custa em torno de 120-200 Baht! E se você comprar os ingredientes para cozinhar em casa, esqueça! Sai bem mais caro! Talvez uns 300 Baht! Tudo bem que você irá ficar com um estoque de temperos ou ingredientes para usar em outra ocasião, mas pra quê fazer em casa se você pode ir no final da soi (rua) e comprar PadThai fresquinho por 30-40 Baht?

Optimized-IMG_0020 25. Fugir do sol

Todo mundo sabe que a Tailândia é um país tropical, mas ninguém imagina, o quanto este país é quente! Pra quem mora em Chiang Mai (norte da Tailândia), talvez não sinta tanto porque o clima lá é mais ameno do que o resto do país. Mas pra quem mora em Bangkok, com certeza sabe o que eu quero dizer por fugir do sol. O clima é tão quente, que o sol parece torrar a cabeça. Então você se percebe fugindo do sol, assim como os tailandeses fazem. Vai atravessar a rua e percebe que o sinaleiro vai demorar um pouco? Você procura uma sombra, e espera o sinal o abrir.

Optimized-IMG_9938 26. Usar guarda-chuva em dia de sol e céu azul

Tailandês não gosta de sol, e muito menos de bronzeado, então, como nem todo lugar tem sombra, o jeito é andar de guarda-chuva pela rua. No começo, a gente acha estranho e dá até risada da tailandezada saindo pela rua de guarda-chuva. Mas depois de certo tempo, sofrendo com o sol ardente da Tailândia, e sofrendo as consequências dele como manchas na pele, você passa a ser adepto ao guarda-chuva em dia de sol e céu azul… Porque afinal, ninguém merece cozinhar sobre o sol quente!!

Optimized-IMG_9885 27. Tomar cerveja com gelo

Se a Tailândia é um país super quente, não há cerveja gelada que suporte o calor do dia (e da noite, inclusive!). Então, pra salvar o frescor da cerveja, os tailandeses adotam o gelo no copo! E não importa se a cerveja é artesanal ou não, se não tiver gelo, a cerveja ‘choca’ rapidinho. No início a gente acha um absurdo, dá risada, nega gelo… Mas depois de certo tempo vivendo na Tailândia, você percebe que não tem saída… O gelo é fundamental! (E aos adeptos, há ainda aqueles que dizem que ajuda a evitar ressaca! Rs rs)

8. Tomar chá/suco/refrigerante gelado no saquinho

Ahá! Esse aqui é pra você que é super duper local! Tailandês adora embalagem plástica, tem plástico, saquinho, sacolas, embrulhos e por aí vai, pra tudo o que você imaginar. Acredite! Tudo o que imaginar! Inclusive, tomar chá/suco/refrigerante gelado (com muito gelo é claro) dentro do saquinho. Pra comprar, basta passar numa banquinha de bebidas na rua, e pedir o seu. Super refrescante, doce (exageradamente doce) e muito anti-ecológico rs.

9. Andar de moto sem capacete

Afinal, o país é tão quente! Usar capacete vai aumentar a probabilidade de cozinhar o seu cérebro! (risos) Brincadeira à parte, na Tailândia é obrigatório o uso do capacete, porém, na prática é bem diferente. Em Bangkok, no centro da cidade, as pessoas costumam usar o capacete porque há mais policiamento. Mas em bairros mais afastados, a história é diferente. O Tailandês tem aquela do “vou ali, bem pertinho, não preciso usar”… mas que pode custar a vida. O índice de acidentes de moto na Tailândia é altíssimo.

Mas aí você, que é Maria-vai-com-as-outras, acaba fazendo a mesma coisa, e pensa: “se eles fazem, eu também posso fazer”. Coloca o capacete no braço e sai por aí com o cabelo livre ao vento! Mas cuidado! Não esqueça que você é farang (gringo), e se algum policial te ver sem capacete, pode te parar e lhe aplicar uma bela multa (ou te pedir 500 Baht em dinheiro – para o jantar dele (risos)). Brincadeira à parte, tenha precaução e use capacete!

10. Usar mototáxi como meio de transporte

Esse talvez seja mais para aqueles que moram em Bangkok. O trânsito em Bangkok é um dos piores do mundo, pra se ter uma ideia, em horário de pico, um trajeto de 10km pode levar 2 horas de jornada! Então, muitas vezes os tailandeses optam por utilizar mototáxi para economizara tempo. Ou ainda, fazer um trajeto curto, que vai do começo ao final da Soi (rua), porque está com preguiça de andar, ou está atrasado (tailandês não é nada pontual), ou não quer andar sob o sol de rachar o coco. E aí, você se percebe fazendo a mesma coisa, porque mototáxi em Bangkok é vida! Senta na garupa, tem um ventinho na cara (porque não te dão capacete pra usar) e você economiza suas pernas e seu tempo!

Optimized-IMG_997511. Andar na garupa da moto de ladinho

Essa vai para as mulheres! A primeira vez que você vê as tailandesas andando na garupa da moto de ladinho (sim! literalmente de lado!), você acha graça, bate foto, não entende como é que elas fazem isso, ou como conseguem se equilibrar! Mas depois de certo tempo morando (principalmente em Bangkok), e dependendo de mototáxi para viver (porque mototáxi é vida!), você passa a pegar a manha. Aí quando você sai de saia curtinha, você pensa: “como vou fazer pra subir na moto?” Ahá! Daí você coloca um pé sobre o pedal, senta de ladinho, se segura bem na moto, e sai feliz da vida que você conseguiu sair de casa usando aquela sainha e ainda por cima pegar mototáxi para economizar suas pernas ou o seu tempo!

Se você se identificou com os 10 + 1 extra (para mulheres) itens acima, parabéns! Você deixou de ser um mero farang (gringo) e passou a pertencer a grande massa de Thais!


Texto por Barbara Santos, especialista em cultura e tradição tailandesa, Mestre em Filosofia e Religião pela Assumption University, Bangkok, residente na Tailândia desde 2014.

Anúncios

2 pensamentos sobre “10 + 1 sinais de que você se adaptou à Tailândia

  1. Não conheço a Tailândia, mas adorei conhecer alguns costumes! Alguns são ótimos, como andar descalço e entrar sem sapatos em estabelecimentos por respeito, e também usar colher e garfo, sem faca. Mas andar sem capacete e o excesso de embalagens realmente não são legais. Quem sabe isso mude um dia, afinal nossa segurança e a do meio ambiente são essenciais.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s