Biografia sobre o Rei Bhumibol Adulyadej

5af42e42f7c04391bad4e04c172ab316_613 de outubro de 2017, completa-se um ano desde a morte do Rei Bhumibol Adulyadej, o Rama IX. O mais admirado e respeitado rei da história moderna da Tailândia.

Bhumibol Adulyadej faleceu em 13 de outubro de 2016, aos 89 anos de idade, sendo 70 anos de sua vida dedicados ao reinado da Tailândia – o mais longo da história moderna do mundo até 2016. E para saber quem foi este grande homem, descrevo uma breve biografia.

Bhumibol Adulyadej nasceu em 5 de dezembro de 1927 em Boston, Massachusetts – EUA. Era o filho mais novo, de três, do Mr. e Mrs. Songkla Mahidol – nome o qual seus pais eram conhecidos nos Estados Unidos. Bhumibol tinha uma irmã mais velha, Galyani Vadhana (1923) e um irmão do meio, Ananda Mahidol (1925). Seu pai era estudante de medicina, e sua mãe, estudante de enfermagem. Em Sião, antigo nome da Tailândia, seu pai era conhecido como Príncipe Mahidol Adulyadej, o príncipe de Songkla, e meio-irmão do Rei King Prajadhipok, Rama VII.

Em julho de 1928, a família Mahidol tomou seu rumo de volta à casa, fazendo paradas em Londres e Lausanne para descansar da viagem. Ao fim do ano de 1928, a família desembarcou na Tailândia.
Diagnosticado com abscesso hepático amebiano, príncipe Mahidol Adulyadej veio a falecer em 24 de setembro de 1929 por falha renal. O então príncipe Bhumibol Adulyadej, tinha apenas 2 anos de idade.

first-decade-2

Fonte: Bangkok Post

Vivendo a falta do pai Mahidol Adulyadej, a Mãe Sangwan manteve sua família unida e estável. Mas o período de estabilidade no antigo Sião durou menos que quatro anos. Em 24 de junho de 1932, a família precisou se mudar às pressas para a Europa, devido a uma revolução em Bangkok liderada por dois homens tailandeses educados em Paris, que assumiram o controle da cidade enquanto o Rei estava em seu palácio real Klai Kangwol em Hua Hin. Ao invés de resistir e arriscar “derramamento de sangue inútil”, o rei Prajadhipok renunciou seus poderes absolutos para que o país se tornasse uma monarquia constitucional. No entanto, as relações entre o Rei e o governo não era estável e a rainha Savang Vadhana tomou a decisão de enviar sues netos de volta ao ocidente, particularmente o príncipe Ananda Mahidol, cujo seria nomeado o próximo rei e cuja saúde era frágil.

Em 1933, a família Mahidol se instalou em um modesto apartamento em Lausanne, na Suíça, e as crianças foram matriculadas na escola primária Ecole Miremont.
Ainda em idade precoce, príncipe Bhumibol Adulyadej mostrava-se interessado por diversos e variados interesses, que iam desde esportes, música, ciência e tecnologia à carpintaria e artes. Entre os esportes, Bhumibol mostrava-se ágil no esqui, badminton e esportes aquáticos. Mas foi no campo de tecnologia que o príncipe Bhumibol se destacou, especialmente na mecânica e elétrica. Quando sua Princesa Mãe o encontrou com um brinquedo novo, descobriu que tinha sido dado como recompensa por consertar a máquina de costura de sua babá. Aos 10 anos de idade, o jovem Bhumibol conseguiu construir seu próprio rádio com bobinas metálicas que havia ganho em um sorteio da escola, e com um investimento de10 francos comprou mineiro preto para fazer um receptor de ondas de rádio.

Música era uma outra atividade de lazer que os jovens Mahidols apreciavam. Enquanto a princesa Galyani Vadhana tocava piano, o Príncipe Bhumibol tocava acordeão. Mas depois mudou para o saxofone, quando seu irmão, príncipe Ananda, desistiu das aulas de músicas e empurrou Bhumibol a pegar o lugar dele.

Já pela precoce inteligência e facilidade com a música e esportes, é possível imaginar a grandiosidade de Bhumibol Adulyadej. Um jovem que jamais imaginava se tornar rei. Por ser o filho mais novo, para ele, seu irmão seria o Rei e ele, o príncipe. Mas seu futuro começou a traçar um novo destino.

Em 2 de março de 1934, o rei Prajadhipok, Rama VII, abdicou de seu reinado quando estava em Londres, Inglaterra. Seguindo as Leis Reais da Sucessão, e com as bênçãos da rainha Savang Vadhana, o príncipe Ananda Mahidol, com 9 anos, foi nomeado como Rama VIII.

Contra os desejos do governo, a Princesa Mãe insistiu que o jovem rei e seu irmão continuassem sua escolaridade como jovens normais por intermédio de um tutor privado na Suiça. Em uma carta à rainha Savang Vadhana, a Princesa Mãe escreveu: “… Tendo de dominar o manto da realeza, o rei ficaria infeliz se fosse privado de sua infância … É bastante necessário que um rei se misture com pessoas comuns para aprender sobre os seus hábitos. Ao fazê-lo, beneficiaria o país, que está sob um sistema democrático”.

Acatada a decisão de término dos estudos e devido às guerras que estouravam pelo mundo, a família permaneceu na Suiça e os jovens Mahidols puderam concluir seus estudos como jovens normais. Um tutor particular, Cleon O Seraidaris, foi uma grande influência nas vidas dos dois jovens reais Ananda e Bhumibol durante esse período. Cleon os ensinou a andar de bicicleta e remo, mexer com trens elétricos, modelos de navios e aeronaves, aparelhos elétricos e rádios, inventar jogos de tabuleiro e trabalhar com carpintaria.

Concluindo o ensino médio, Príncipe Bhumibol recebeu um diploma de bacharelado em literatura francesa, latina e grega. Ele se candidatou a estudar ciência na Universidade de Lausanne, enquanto o rei Ananda estudava direito.

No dia em que o príncipe Bhumibol completou 18 anos, em 5 de dezembro de 1945, a família Mahidol chegava à Bangkok para uma temporada de visita no país. Durante a viagem, o rei Ananda Mahidol fez sua primeira visita a Chinatown de Banguecoque, com o príncipe Bhumibol atuando como fotógrafo oficial de seu irmão. A fotografia não era a única paixão do príncipe Bhumibol durante esse período; o príncipe também começou a compor números de jazz. A maioria das composições muito adoradas do rei foram compostas durante esse período, desde Candlelight Blues e Love at Sundown, a Falling Rain e H.M. Blues.

O retorno planejado da família à Suíça nunca ocorreu, pois o então rei Ananda Mahidol foi tragicamente e misteriosamente encontrado morto por um tiro na cabeça no dia 9 de junho de 1946, em seu quarto na mansão Borombiman no complexo do Grande Palácio. De repente e inesperadamente, o príncipe Bhumibol se viu rei.

Após três meses de luto, o rei Bhumibol preparou-se para retornar a Lausanne para retomar seus estudos, mudando o foco de seus estudos: de ciência para o direito e ciências políticas e sociais – o qual seria mais adequado ao seu novo papel como monarca. No dia da sua partida em setembro de 1946, o comboio do rei estava cercado por uma multidão de pessoas na esperança de vislumbrar o seu novo monarca. “Por favor, não abandone as pessoas”, gritou uma voz acima da multidão enquanto ele se preparava para partir. Recordando suas experiências no dia, o rei mais tarde comentou: “Eu senti vontade de gritar de volta”: ‘Se as pessoas não me abandonaram, como posso eu abandonar as pessoas’?

O rei Bhumibol Adulyadej se atirou em seus estudos, planejando retornar à Tailândia em 1948 para a cremação de seu irmão. Mas diante de alguns incidentes em sua vida, como um grave acidente de carro que resultou na perda de seu olho direito, acompanhado de um romance inesperado com a então rainha Sirikit, seu retorno à Tailândia aconteceu em fevereiro de 1950.

A cerimônia de cremação real de seu falecido irmão, Rei Ananda Mahidol, aconteceu em 29 de março de 1950. No dia 28 de abril do mesmo ano, rei Bhumibol Adulyadej casou-se com Sirikit. E uma semana depois, foi então Coroado como Rei de Sião, o qual ele jurou: “Reinaremos com justiça, pelo benefício e felicidade do povo Siamês”. E sua então esposa, assumiu o grau elevado como Rainha.

decade-third-2

Fonte: Bangok Post

Rei Bhumibol Adulyadej dedicou 70 anos de sua vida em prol de seu povo, viajou pelo seu país e conversou com seu povo; visitou mais de 25 países na Ásia, Australasia, Europa e América. Criou relações e vínculos com a comunidade internacional; abriu as portas para o comércio internacional. Em paralelo, dedicou-se à ouvir seu povo, liderou projetos de sustentabilidade e desenvolvimento social; desenvolveu projetos de energia renovável; foi amigo, foi um pai. Viveu e morreu pelo seu povo. Foi um verdadeiro Pai para esta grande família e nação chamada Tailândia.

Em nome da comunidade Brasileira que vive na Tailândia, o nosso respeito e admiração ao Grande Rei Bhumibol Adulyadej, o Rama IX.

*Se você estiver visitando a Tailândia no mês de Outubro, por favor, leia este post que foi escrito especialmente aos turistas que estarão visitando o país durante este período delicado para os tailandeses.

Sawasdee-Kaa

Referência: Bangkok Post


Texto por Barbara Santos, especialista em cultura e tradição tailandesa, professora de Massagem Tradicional Tailandesa, Mestre em Filosofia e Religião pela Assumption University, Bangkok, onde reside desde 2014.

Anúncios

Um pensamento sobre “Biografia sobre o Rei Bhumibol Adulyadej

  1. Pingback: 23 Coisas que deves saber antes de ires à Tailândia • Neuza Mariano Blogger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s