Gua Sha – Terapia Tradicional Chinesa

Compartilho hoje, a minha primeira experiência com a técnica terapêutica chinesa – GUA SHA. Àqueles que trabalham com medicina tradicional chinesa, ou conhecem e fazem tratamento, provavelmente já ouviram falar, ou já receberam no Brasil. Mas para mim, foi novidade, e como professora de Thai Massagem, morando na Tailândia, toda semana busco receber diferentes técnicas de massagem para adquirir conhecimento, experiência e toque. E essa, foi uma delas.

Como já postei anteriormente, a Thai Massagem é uma técnica que sofreu influências fortíssimas da Medicina Tradicional Chinesa, portanto, muita coisa que é ensinada tem como fundamento a filosofia e as técnicas chinesas.

Muito terapeutas tailandeses estão deixando de lado a raiz da Medicina Tradicional Tailandesa, e tentando combinar novas técnicas de massagem ou terapia ocidental, o que leva a perda da essência ancestral. Outros, continuam buscando pela ancestralidade e resgatam técnicas chinesas durante suas sessões de massagem. Por isso, estar na Tailândia, permite ter uma imensidão de Massagens Tailandesas tão ricas em conhecimento, inovação e ancestralidade.

O Gua Sha (刮痧) é uma terapia da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), que consiste em utilizar uma técnica que chamamos de “raspadura terapêutica”, ou seja, esfregar certo tipo de objeto na pele, provocando a estimulação sanguínea com efeitos terapêuticos.

Gha Sha hornOs objetos podem ser variados, no meu caso, foi utilizado chifre de búfalo, porém pode também ser por meio de pedra de jade, colher de porcelana, pires, madeira, moedas…. Cada material usado tem uma finalidade terapêutica, podendo ser mais sutil ou mais profunda.

A origem do termo Gua Sha surgiu por volta de 220 d.C., num dos livros clínicos mais antigo do mundo, o Shang Han Lua (傷寒論), compilado por Zhang Zhongjing, no final da dinastia Han.

“Gua” (刮) significa raspar, escovar, arranhar. “Sha” (痧) é uma palavra composta por dois significados, um significa areia e o outro, enfermidade ou doença. Portanto, quando uma pessoa está doente ou enferma, e recebe a terapia que consiste em esfregar ou raspar um objeto em determinada região do corpo, é possível encontrar “grãos de areia” (que entende-se como ‘bloqueios energéticos cristalizados) que devem ser varridos para a cura da doença ou enfermidade. É um conceito muito visual, o qual leva ao entendimento da ação provocada pela terapia. O ato de raspar e escovar determinada região do corpo, varrendo as sujeiras energéticas mais profundas presas ao plano sutil do corpo humano.

Gua ShaA técnica consiste basicamente em massagear a região, combinando a raspagem do objeto na área trabalhada. Utilizando como exemplo o chifre de búfalo – o objeto mais comum para trabalho, ele é esfregado simultâneas vezes sobre a região, permitindo o aumento da circulação sanguínea e estimulação sensorial do maior órgão do corpo humano, a pele.

Gua ShaIsto pode levar à apresentação de hiperemia, ou seja, aumento da quantidade de sangue na pele, provocando uma pigmentação profunda, que de acordo com a MTC, indica a estagnação de energia e fluidos vitais nos Meridianos. Se não ocorrer a pigmentação, entende-se pela MTC que a energia vital flui naturalmente pelo corpo. O paciente não sente dor durante ou após o tratamento, e a pele em si, não fica lesada. A pigmentação geralmente desaparece entre 2 a 5 dias, sem deixar vestígios.

Devido à atuação de estímulos na pele, o Gua Sha permite efeitos benéficos nos tecidos conjuntivos, vasos sanguíneos, sistema linfático, músculos, e principalmente nos órgãos internos, pois segundo a MTC, os Meridianos (canais de energia) do corpo estão ligados diretamente aos órgãos internos.

Gua ShaNa China, não necessariamente precisa ser realizado uma massagem antes da raspagem (Gua Sha). O simples gesto de raspar a pele, tem efeitos altamente benéficos, e os chineses crescem sabendo de seus benefícios e, portanto, usam a técnica com frequência para diversos tipos de tratamento. Não somente em centros de massagem, mas também hospitais oferecem o Gua Sha como forma de tratamento médico para tratamento de doenças, e isso se dá pela profunda confiança que as pessoas têm na Medicina Tradicional Chinesa.

Comentário: Não se assustem com as fotos, como informado acima, a raspagem não machuca a pele e a pigmentação dura poucos dias. Vale apena experimentar! É simplesmente fantástico. Um dia antes de experimentar a técnica, coincidentemente uma amiga chinesa que estuda comigo na Universidade em Bangkok, comentou sobre um procedimento que ela tinha aplicado em si mesma para aliviar dores no estômago. O procedimento tratava-se em esfregar uma moeda sobre os braços, para retirar os bloqueios energéticos que provocavam a dor no estômago… o que acabou provocando hiperemia (pigmentação devido à estimulação sanguínea), ou seja, segundo a MTC e minha colega, havia bloqueios energéticos, por isso, a pigmentação. No dia seguinte, caminhando pela cidade, encontrei um centro de massagem que oferecia Gua Sha como terapia, me sentindo atraída pelo nome “Gua-Sha”, sem saber do que se tratava a técnica, entrei e recebi uma das melhores massagens da minha vida. Simplesmente pelo fato de que naquele dia eu me sentia fraca, precisando eliminar algumas toxinas energéticas que estavam comigo desde o dia em que tive um problema com infecção intestinal na Tailândia. Vale apena e recomendo experimentar!

Referências:

https://en.wikipedia.org/wiki/Shanghan_Lun

https://en.wikipedia.org/wiki/Gua_sha

http://www.acupunturaemcuritiba.com.br/2011/09/o-que-e-gua-sha.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s